Se existe uma força essencial para que a democracia seja de fato exercida, esta é essencialmente vinda do povo, que para fazer vale-la se posiciona a favor daquilo que acredita ser o governo ideal para a sociedade. E isso não depende do sistema de governo e sim da vontade da maioria.

Hoje os brasileiros vivem em um sistema republicano na qual a vontade da maioria da população é apenas uma ideia na qual não se converte nos atos em si, a começar pelo sistema eleitoral na qual não se baseia em um sistema que eleja políticos que realmente expressam os votos da população, mas em um sistema que coloca 70% dos políticos na câmara dos deputados por votos indiretos e um poder jurídico que é um não recebe voto algum.

Além da deficiência da atual republica, os brasileiros, em sua maioria conservadora, vivem um sentimento de perseguição e medo de expressar suas opiniões politicas, por conta de inúmeros atos autoritários do poder judiciário que além de violarem a constituição, deliberam mandatos de prisão a políticos ou qualquer cidadão que expresse opiniões de indignação e insatisfação a este poder. Situação tal, que nos igual a regimes autoritários como as antigas sociedades comunistas como antiga União Soviética, China e Coréia do Norte, com o agravante de ter um apoio de quase total da mídia brasileira, que voluntariamente comungam com a mesma ideologia dos poderes que hoje perseguem e mandam prender cidadãos. Parecem não se importar mais com a verdade, e sim em militar em pró de um movimento de esquerda.

Atos democráticos reivindicam mudança na republica e queda de ministros do STF

Mas o povo que é valente, que não se rende a luta, sai as as ruas para expressar sua indignação e reivindicar mudanças no sistema e a queda de ministros do STF que não fazem a justiça esperada pela sociedade, pelo contrário, colocam a população na vulnerabilidade dos crimes, uma vez que soltam bandidos condenados sem escrúpulo algum e interpretam a lei e a constituição ao bel prazer.

Hoje é dia de gritar para os governantes possam agir, porém até quando esse povo irá aguentar, pacificamente, não ser ouvido por seus governantes?

Por PeopleGo